Cidades Italianas,  Minha Itália,  Minha vida em Roma

Viterbo a “Cidade dos Papas” e “Santa Rosa de Viterbo”

A 70 quilometros de Roma,exite a cidade de “Viterbo” uma cidade que no decorrer da leitura vocês irão ter uma grande surpresa,porque a cidade de Viterbo e uma cidade no interior de São Paulo possuem muito em comum.A cidade de Viterbo durante séculos como era conhecida como a “Cidade dos Papas”,em memória ao período em que a sede papal foi transferida para Viterbo que ainda guarda as marcas desse esplendor,apesar de ter origens ainda mais antigas.

A “Cidade dos Papas”,capital de origem etrusca e de grandes tradições históricas,conserva um dos monumentos mais importantes do Lácio o palácios aristocráticos,monumentos ricos em obras de arte de grande interesse,sugestivos bairros medievais,igrejas e claustros de várias épocas,torres esguias e elegantes fontes peperino(a pedra típica dos edifícios de Viterbo).

O núcleo histórico começou a se desenvolver por volta do ano 1000 em torno do antigo “Castrum Viterbii” no “Colle del Duomo” e no curto período de pouco mais de dois séculos,atingiu um desenvolvimento notável a ponto de disputar com a vizinha Roma a honra e o orgulho papal assento.Está rodeado por altas muralhas medievais com ameias e torres maciças(construídas entre 1095 e 1268),ainda hoje quase intactas,com acesso por 8 portões.

Esta área reúne,de forma sintética,a história de Viterbo desde os primeiros assentamentos até os dias atuais.

A presença do homem nas encostas do Monte Palanzana e na área termal abaixo dele remonta ao Neolítico. A primeira civilização de que temos evidências é a de Rinaldone,uma população da Itália central do período Eeneolítico (2500-1800 aC),que leva o nome da localidade perto de Viterbo.

Nos muros da cidades se encontram museu,igrejas,edifícios históricos,fontes,palácios medievais,escolas de musicas e o teatro da união.

No verão a cidade propõe muitos evendo aos seus visitantes.

A Festa da Padroeira da Cidade.

A santa padroeira da cidade e Santa Rosa de Viterbo e seu dia é celebrado em 4 de setembro,dia em que ocorre o aniversário da transferência do corpo do santa,ocorrida em 1258.Todos os anos a cidade festeja o dia de Santa Rosa com uma grande festa.Uma torre com cerca de trinta metros de altura,pesando cinquenta quintais,iluminada pela luz forte de muitas lampadas,carregada nos ombros por mais de cem homens ao longo de um difícil caminho de mais de um quilômetro.

É a Máquina dedicada a S. Rosa da Viterbo,que na noite de 4 de setembro desfila pelas ruas do centro histórico,renovando o tradicional evento,único no mundo,o mesmo há mais de setecentos e cinquenta anos.No passado,participaram personalidades famosas,incluindo o Papa João Paulo II,o Príncipe Charles da Inglaterra,presidentes do conselho,ministros e subsecretários, mas também atores,jornalistas, artistas,apresentadores e escritores de televisão.

Desde 4 de dezembro de 2013,o Transporte da Máquina Santa Rosa é Patrimônio Imaterial da Humanidade.O reconhecimento, conquistado em Baku,no Azerbaijão,no oitavo Comitê intergovernamental da Unesco,foi concedido à Rede das grandes máquinas de ombro italianas.

Mas como escrevi no topo o que a cidade de Viterbo tem a ver com a cidade no interior da Cidade de São Paulo.

Não sei se vocês sabem mas no interior da cidade de São Paulo existe a cidade de “Santa Rosa de Viterbo”.Em meados de 1850,o casal Francisco e Francisca (“Sá Chicca”) Feliciano(um casal de emigrados italianos),proprietário da fazenda Lagoa,que promovia em sua casa,terços em louvor a Nossa Senhora.Os moradores vizinhos afluíram às rezas de Sá Chicca,trazendo oferendas à Santa,levando­os a origem de uma capela.

Posteriormente,adquiriram a imagem da Santa e no ato da bênção,o vigário constatou tratar-se de Santa Rosa de Viterbo,expondo aos fiéis,as qualidades da mesma.A população local acolheu-a como nova Padroeira.
O casal Feliciano doou alguns alqueires junto à capela para fundação do patrimônio,que logo recebeu seus primeiros moradores.
O desenvolvimento fez-se notar sendo criado, em 1893,um distrito policial na povoação,e três anos depois, o Distrito de Paz.
Em 1910, na categoria de Município,foi alterada sua denominação para Ibiquara.

Entretanto, os moradores não aceitavam o novo nome,voltando, dois depois,ao de Santa Rosa do Viterbo. Outra mudança ocorreu em 1942, para Icaturama e uma vez mais,a população reivindicou a volta do antigo nome,conseguindo,em definitivo,a denominação de Santa Rosa de Viterbo.

E em 4 de setembro na cidade de “Santa Rosa de Viterbo” em São Paulo também festeja a sua padroeira “Santa Rosa”,Itália e Brasil possuem muitas coisas em comum e a história de “Santa Rosa de Viterbo e uma delas.

Para saber mais informações sobre Viterbo veja o post “Viterbo Uma Cidade Bispado” aqui no site nas cidades da Região Lácio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: