Minha vida em Roma

Minha Maravilhosa Vida em Roma

Quando cheguei aqui na Itália na cidade de Roma,nunca imaginei viver uma experiência maravilhosa e ao mesmo tempo fantástica,vim para passar férias e permaneci achando o meu lugar na “Cidade Eterna”,o Brasil virou o meu pais de férias porque a minha segunda raiz eu estava preste a plantar em uma terra estrangeira que me acolheu de braços aberto,viver longe da família não é e não foi uma coisa fácil principalmente porque quando cheguei aqui não existia nem Skype ou era pombo viajador ou cartas ou ligações telefônicas que no fim do mês tínhamos até medo de abri a conta de telefone de tão cara que vinha,mas penso que depois de uma certa idade os cordões umbilicais precisam serem cortados não que eu não tenha cortado este cordão umbilical,ele ja tinha sido cortado aos meu dezoito anos quando fui atrás da minha independência e a vinte e quatro realmente os fios que permaneceram daquele cordão definitivamente se arrebentou quando cruzei o oceano para encontrar o meu eu e o meu grande amor, isso mesmo vim para a Itália por amor e não me arrependo porque nesses dezessete anos aprendi que a cultura de um outros países e toda essa mudança mudaria o meu modo de pensar dando-me a abertura ao amadurecimento,tornando-se uma lição que levarei para toda minha vida.
E viver na “Cidade Eterna” é como viver uma montanha russa de emocões.
Como dizia Asterix “São doido esses romanos“
Viver em Roma é voltar no tempo na época de escola com a diferença que se aprende a lição nos mínimos detalhes dentro de um museu a céu aberto,é aprender sobre a cultura de um povo milenar,conhecer uma nova língua,uma bagagem,é experimentar o mar de rosas e as primeiras dificuldades em ser um estrangeiro(por que não era fácil a vida de estrangeiro na Itália a dezessete anos atrás, hoje as coisas são fáceis mas na época que cheguei aqui as leis de imigração eram bem rígidas),conhecer povos de etnias diferentes isso é viver no exterior isso é viver em Roma.
Viver em Roma te faz virar romana,com o tempo se aprende o dialeto,com o tempo percebi que ir ao mercado(feira) Urbano II e San Giovanni di Dio faria parte do meu dia a dia,ir a feira é sentir o cheiro do povo romano,ir ver a Mágica(Roma) no estádio Olímpico no domingo principalmente na curva Sul e ter a carteirinha do fã do clube te faz ser romanista no sangue,principalmente quando o coro começa a cantar a música da Mágica,dar uma volta no bairro Testaccio e Trastevere e sentir não só romano de adoção mas sim de nascença.
Viver em Roma é como viver em uma grande metrópole tanto que os romanos te perdoa se você chegar atrasado em um encontro porque o transito aqui é incrível.
O dia a dia é frenetico mas muito prazeroso,os romanos são orgulhosos das suas raizes,seus costumes e tradições.
Este é um pequeno relato de como me sinto em Roma e espero vocês sempre antenados aqui no relato desta italo-brasileira romana de adoção.
Até logo

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: